Notícias

Na mídia! Radix: fase final do “as built” do módulo elétrico dos FPSOs P-75 e P-77 que irão atuar nos campos Búzios II e Búzios IV

TN Petróleo divulga projeto de engenharia da Radix.

Fpso radix p75 p77 oleo e gas plataforma

Conhecido como o coração da plataforma, o módulo elétrico é peça-chave para facilitar a integração dos outros módulos. Para o projeto de desenvolvimento do módulo elétrico e de controle de geração dos FPSOs P-75 e P-77, a Petrobras confiou na Radix para esta missão. Em 2016, o projeto foi concluído com sucesso e, agora, a empresa trabalha na conclusão do as built do módulo elétrico e acompanha a integração dos demais módulos.

Um dos destaques positivos do projeto da Radix foi com o uso da modelagem 3D na etapa de detalhamento dos módulos, que acontecia concomitantemente com a fase de montagem. “A equipe atendia às demandas em tempo real da obra e cumpriu com êxito todas as exigências e metas, mesmo com o desafio da distância, pois a equipe da Radix estava no Brasil prestando assistência técnica à obra em Dalian, na China”, explicou o gerente do projeto Eduardo Lopes.

Além disso, o projeto apresentou múltiplos players e consequentemente um grande volume de informações a serem analisadas e trabalhadas, o que demandou um esforço grande de execução de interfaces, tanto com os fornecedores de equipamentos, quanto com o integrador (QGI) e com a GE. A Radix trabalhou com equipe multidisciplinar , o que, de acordo com o gerente do projeto, facilitou na entrega rápida e acertada.

Ambas as plataformas tiveram seus módulos construídos no estaleiro DSIC, em Dalian, na China, tendo sido posteriormente integrados no estaleiro Cosco, também na mesma cidade, pela QGI. Os módulos detalhados pela Radix contam, principalmente, com 85 painéis de controle (incluindo estações de trabalho, chamadas de “workstations”), 102 equipamentos elétricos e 17 equipamentos de HVAC (Sistema de Ar Condicionado e Ventilação). Outros destaques são para os 172 equipamentos elétricos no módulo M17 (módulo elétrico), sendo 41 painéis de controle, 16 transformadores de potência, 16 conversores de frequência, oito CCMs (Centro de Controle de Motores), dois painéis de média tensão, quatro máquinas de HVAC e outros equipamentos relacionados ao sistema de HVAC e sistemas auxiliares. Já no módulo M13-MGCR (Módulo de Geração e Controle) foram 40 equipamentos elétricos, sendo dois CCMs, oito painéis de controle, dois painéis de soft-starters, quatro painéis de carregadores de bateria, duas máquinas de HVAC e outros equipamentos relacionados ao sistema de HVAC e sistemas auxiliares. 

Confira a matéria na íntegra no site da TN Petróleo, clicando aqui!