Post to Twitter Post to Facebook

Pelo 3º ano consecutivo, a Radix participou como expositora da Rio Oil&Gas, o maior evento de óleo e gás na América Latina. Este ano, no entanto, a empresa fez a sua estreia no principal pavilhão do evento, o Pavilhão 4, que reúne as principais empresas do setor, entre elas, a Petrobras.
Com um estande de 48m2, a empresa encantou o público com cores vibrantes, vídeos sobre seus serviços e projetos e, principalmente, com um painel de fotos 3×4 dos seus colaboradores.
Nos vídeos apresentados, a Radix abordou problemas que as empresas brasileiras estão enfrentando como a crise elétrica, o desperdício brasileiro e mundial de água, a necessidade de investimento em P&D, atrasos na execução de grandes empreendimentos, a tendência do uso de tecnologia no mundo corporativo, entre outros, e o que a Radix pode fazer por elas em cada situação.
“Estamos presentes na Rio Oil&Gas porque acreditamos na engenharia e na tecnologia nacionais. Acreditamos que podemos fazer muito quando trabalhamos com pessoas ideialistas e queremos mostrar que o IME, o ITA, a UFRJ, a USP, a UFSC, a UFPE, a UERJ, a PUC, a UFF, a UFSCar, a UFRGS e todas as outras universidades brasileiras, são causas pelas quais vale a pena se lutar. Queremos ver a balança comercial tecnológica brasileira melhorar de verdade e vamos usar a tecnologia e a engenharia para vencermos os desafios e os problemas que o Brasil tem pela frente.”, declarou o presidente da Radix, Luiz Eduardo Rubião.
Além da participação na área de exposição do evento recebendo centenas de pessoas diariamente, a Radix também marcou presença na Mesa Diretora da “Apresentação Oral” e no Espaço Profissional do Futuro, ambos realizados pelo IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo.
Na mesa diretora, a gerente de projetos Natália Klafke, avaliou ao lado de Marcel Katekawa, da Petrobras, trabalhos sobre Exploração e Produção apresentados por profissionais da área. E, no espaço Profissional do Futuro, Luiz Eduardo Rubião ministrou uma palestra sobre a sua trajetória profissional e a indústria do petróleo, que foi elogiada pela organização do evento como uma das melhores palestras feitas durante a Rio Oil&Gas 2014.
Em 2016, a Radix promete se apresentar mais uma vez no maior e mais importante palco de óleo e gás da América Latina.

Post to Twitter Post to Facebook

O evento paralelo Programa Profissional do Futuro, criado pelo IBP, já virou uma tradição do maior evento de Petróleo e Gás da América Latina, a Rio Oil & Gas. No encerramento, no último dia 18, o CEO da Radix, Luiz Eduardo Rubião, participou do Programa como palestrante do “Trajetória Profissional”. Ao lado de Rubião, também participaram do encontro Rossane Sander, do IBP, responsável pela abertura, Alessandra Simões, da Uphill e Luciano Correa Libório – Sindicom.
Aproximadamente três mil estudantes, entre técnicos e universitários, participaram do Programa Profissional do Futuro. Entre os presentes, havia algo em comum: o desejo de ingressar na indústria do petróleo. E, foi para esse público jovem e ávido por informação, que Rubião contou sua trajetória de sucesso desde os tempos de estagiário na Promon até os dias atuais na Radix. O CEO alertou os estudantes sobre a importância de pensarem suas carreiras em um mercado que oscila em altos e baixos. “Montamos uma empresa no final dos anos 80, a Chemtech, quando o cenário era ruim para a engenharia. Foram anos difíceis, mas interessantes. Nossa criatividade aflorou e tivemos que criar em uma realidade adversa”, relembrou Rubião.
O presidente também contou à plateia sobre as experiências que teve ao longo da carreira e impressionou os jovens ao relatar sobre a saída da Chemtech e abertura da Biosafe, de consultoria de segurança alimentar, e da Radix, de engenharia e software.
“Hoje, a curva crescente que o país vivia deu uma parada. Vivemos um momento de dúvidas. A autoconfiança parece ter se perdido, mas é necessário ousar com inteligência. Nós, da Radix, abrimos há um ano o escritório de Houston, EUA, justamente por enxergarmos potencial no mercado americano. E já estamos no nosso terceiro contrato com a Exxon Mobil. Além disso, diversificamos nossos negócios. Nosso DNA é de óleo e gás, mas precisamos enxergar todas as oportunidades. Estamos presentes na indústria de petróleo, mas também estamos na siderurgia e mineração, entretenimento, alimentos, transporte”, afirmou Rubião.
Ao comentar sobre o histórico de conquistas de premiações como o quarto ano consecutivo da Radix ocupando o pódio das Melhores Empresas Para Trabalhar no Rio de Janeiro, Rubião arrancou suspiros e olhares curiosos dos estudantes.
Depois de ministrar a palestra, Rubião foi abordado por dezenas de estudantes. O contato com os jovens e a Radix seguiu durante todo o dia. Em grupos, os jovens visitaram de forma intensa o estande da empresa. Interesse por possíveis vagas, curiosidades sobre a empresa e as soluções oferecidas ao mercado e troca de experiências, estiveram presentes durante as visitações.

Post to Twitter Post to Facebook

No segundo dia do maior evento de Petróleo e Gás da América Latina – Rio Oil & Gas, a gerente de projetos da Radix, Natália Klafke, compôs ao lado de Marcel Katekawa, da Petrobras, a Mesa Diretora da competição “Apresentação Oral – Exploração e Produção”, uma das atrações da edição 2014. Na competição, profissionais da área apresentaram trabalhos sobre o tema, que foram julgados segundo o conteúdo, relevância, clareza de exposição, interesse despertado, didática, entre outros. O grupo vencedor foi anunciado na sessão de encerramento e ganhou uma Menção Honrosa.
A mesa diretora deu notas de 0 a 10 nos respectivos critérios de avaliação. Natália gostou do que viu e elogiou as escolhas dos temas escolhidos pelos participantes. “Os assuntos escolhidos foram em áreas que a Radix tem forte atuação e são bem atuais. Os projetos estão com ótima qualidade. Como domino a maioria dos temas abordados em função do meu dia a dia de trabalho e do mestrado que fiz em Estratégia de Controle Avançado de uma unidade Petroquímica, na UFRJ, a avaliação foi tranquila.”, comentou Klafke. Além da relevância de compor a mesa, a engenheira química observou clientes potenciais da Radix ao longo das apresentações.
Em paralelo à participação na Mesa Diretora, a Radix também esteve presente na área de exposição do evento. O diretor, Flávio Guimarães, destacou o crescimento da empresa traçando um paralelo com o evento: “Esta é a terceira edição da feira que participamos. No ano da criação da Radix, em 2010, já estávamos na Rio Oil & Gas, o principal evento de Óleo e Gás da América Latina e o principal de negócios no Rio de Janeiro. Em 2012, ficamos no Pavilhão 3. Esse ano fomos promovidos ao 4, o mais importante e próximo ao estande da Petrobras. Nossa presença aqui é estratégica para consolidarmos a presença da Radix neste segmento.”, concluiu.